"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais." (Abraham Lincoln)



segunda-feira, 28 de junho de 2010

Uma linda história de amor...



"Ela deu um pulo assim que viu o cirurgião a sair da sala de operações.

Perguntou:
-Como é que está o meu filho? Ele vai ficar bom?- Quando é que eu posso vê-lo?

O cirurgião respondeu:
- Tenho pena. Fizémos tudo mas o seu filho não resistiu.

Sally perguntou:
- Porque razão é que as crianças pequenas tem cancro? Será que Deus não se preocupa?
- Aonde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava?...

O cirurgião perguntou:
-Quer algum tempo com o seu filho? Uma das enfermeiras irá trazê-lo dentro de alguns minutos e depois será transportado para a Universidade.


Sally pediu à enfermeira para ficar com ela enquanto se despedia do seu filho.

Passou os dedos pelo cabelo ruivo do seu filho.

- Quer um caracolinho dele?, Perguntou a enfermeira.

Sally abanou a cabeça afirmativamente.

A enfermeira cortou o cabelo e colocou-o num saco de plástico, entregando-o a Sally.

- Foi ideia do Jimmy doar o seu corpo à Universidade porque assim talvez pudesse ajudar outra pessoa, disse Sally - No início eu disse que não, mas o Jimmy respondeu:
- Mãe, eu não vou necessitar do meu corpo depois de morrer. Talvez possa ajudar outro menino a ficar mais um dia com a sua mãe.

Ela continuou:
- O meu Jimmy tinha um coração de ouro. Estava sempre a pensar nos outros. Sempre disposto a ajudar, se pudesse.

Depois de aí ter passado a maior parte dos últimos seis meses, Sally saiu do "Hospital Children's Mercy" pela última vez.

Colocou o saco com as coisas do seu filho no banco do carro ao lado dela.

A viagem para casa foi muito difícil.

Foi ainda mais difícil entrar na casa vazia.

Levou o saco com as coisas do Jimmy, incluindo o cabelo, para o quarto do seu filho.
Começou a colocar os carros e as outras coisas no quarto exatamente nos locais onde ele sempre os teve.
Deitou-se na cama dele, agarrou a almofada e chorou até que adormeceu.
Era quase meia-noite quando acordou e ao lado dela estava uma carta.

A carta dizia:

-Querida Mãe,

Sei que vais ter muitas saudades minhas; mas não penses que me vou esquecer de ti, ou que vou deixar de te amar só porque não estou por perto para dizer:

"AMO-TE".

Eu vou sempre amar-te cada vez mais, Mãe, por cada dia que passe.

Um dia vamos estar juntos de novo.

Mas até chegar esse dia, se quiseres adotar um menino para não ficares tão sozinha, por mim está bem. Ele pode ficar com o meu quarto e as minhas coisas para brincar. Mas se preferires uma menina, ela talvez não vá gostar das mesmas coisas que nós, rapazes, gostamos. Vais ter que comprar bonecas e outras coisas que as meninas gostam, tu sabes.

Não fiques triste a pensar em mim. Este lugar é mesmo fantástico!

Os avós vieram me receber assim que eu cheguei para me mostrarem tudo, mas vai demorar muito tempo para eu poder ver tudo.

Os Anjos são mesmo lindos! Adoro vê-los a voar! E sabes uma coisa?...

O Jesus não parece nada como se vê nas fotos, embora quando O vi O tenha conhecido logo.

Ele levou-me a visitar Deus!E sabes uma coisa?...Sentei-me no colo d'Ele e falei com Ele, como se eu fosse uma pessoa importante. Foi quando lhe disse que queria escrever-te esta carta, para te dizer adeus e tudo mais..Mas eu já sabia que não era permitido.Mas sabes uma coisa Mãe?... Deus entregou-me papel e a sua caneta pessoal para eu poder escrever-te esta carta.

Acho que Gabriel é o anjo que te vai entregar a carta.

Deus disse para eu responder a uma das perguntas que tu Lhe fizeste,"Aonde estava Ele quando eu mais precisava?"...

Deus disse que estava no mesmo sítio, tal e qual, quando o filho dele, Jesus, foi crucificado.

Ele estava presente, tal e qual como está com todos os filhos dele.

Mãe, só tu é que consegues ver o que eu escrevi, mais ninguém.

As outras pessoas vêem este papel em branco.

É mesmo maravilhoso não é!?...

Eu tenho que dar a caneta de volta a Deus para ele poder continuar a escrever no seu Livro da Vida.

Esta noite vou jantar na mesma mesa com Jesus.

Tenho a certeza que a comida vai ser boa.

Estava quase a esquecer-me: já não tenho dores, o cancro já se foi embora.

Ainda bem, porque já não podia mais e Deus também não podia ver-me assim.

Foi quando ele enviou o Anjo da Misericórdia para me vir buscar.

O anjo disse que eu era uma encomenda especial!

O que dizes a isto?...


Assinado com Amor de Deus, Jesus e de Mim."

Meu Deus, quem me dera que emprestasses essa Tua caneta aos meus Anjos que já partiram, para que eu recebesse tão somente uma só carta para ter a certeza que eles, as estrelas que iluminam as minhas noites, estão Contigo!
Como alguém escreveu, "A saudade mesmo como palavra, dói!"


quarta-feira, 23 de junho de 2010

Para ti...



“Cada pessoa que passa na nossa vida, passa sozinha,

porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra.

Cada pessoa que passa pela nossa vida passa sozinha,

não nos deixa só, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós.

Essa é a mais bela responsabilidade da vida

e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso.”

Charles Chaplin

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Vem me ver...



Antes que a noite termine, vem me ver!
Eu sei que o tempo é nosso maior inimigo,
e que a distância se coloca entre os desejos,
separando o que tanto ansiamos.
E o meu corpo grita, as mãos procuram,
a boca ressacada pede gritando,
mas não te encontro, e me desespero,
e te peço, antes que a noite termine,
vem me ver!

Nos sonhos que não me abandonam,
eu queria-te ver chegando com os olhos rasos de água,
cheios de saudades, repletos de carinho,
e que nesta noite, onde a lua se exibe,
e as estrelas insistem em brilhar,
eu grito para a brisa que toca meus cabelos
antes que a noite termine,
vem me ver!

E nesse pedido incerto, no amor que carrego,
que descompassa as batidas do meu coração,
e que me deixam com o olhar perdido,
olhando para o tempo que insiste em passar,
na falta de notícias que me afligem,
e eu te espero, mas te peço,
antes que a noite termine,
vem me ver!

eu te espero...

quinta-feira, 17 de junho de 2010

3º mês que entraste na minha vida!

A ti te devo a loucura de uma "criança" de 5 meses!
Obrigada minha Santa!

1ª ano da tua morte....

A morte não é nada.
Apenas passei ao outro mundo.
Eu sou eu. Tu és tu.

O que fomos uma para a outra ainda o somos.
Dá-me o nome que sempre me deste.
Fala-me como sempre me falaste.

Não mudes o tom a um triste ou solene.
Continua a rir com aquilo que nos fazia rir juntas.
Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo.
Que o meu nome se pronuncie em casa
como sempre se pronunciou.

Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.
A vida continua a significar o que significou:
continua a ser o que era.
O cordão de união não se quebrou.

Porque eu estaria fora dos teus pensamentos,
apenas porque estou fora da tua vista ?
Não estou longe,
Somente estou do outro lado do caminho.
Já verás, tudo está bem.

Redescobrirás o meu coração,
e nele redescobrirás a ternura mais pura.
Seca tuas lágrimas e se me amas,
não chores mais!
e eu continuo a não conseguir viver sem te sentir, sem te ver, sem cheirar o teu corpo,
continuo sem saber como não te tocar
como não te encontrar
como não ter a certeza de que o nada que tenho é para sempre
e que tu partiste...
Por isso, não me peças que não chore...
... como isso é possível se eu continuo a amar-te?

terça-feira, 15 de junho de 2010

Saudades de um Anjo...

Meus olhos humedecem,
Pensei que tinha te visto,
Engano meu.
Percebo o quanto choro
A saudade de ti
Que de mim se escondeu.
Triste, meu peito me diz
Que passo a passo
Te afastas de mim.
Sigo, assim, sem compasso,
Encolho-me em meu abraço
Com gosto de fim.
Por favor...
Volta para mim!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Bleeding Angel



Sou quem sou. Sou mentiroso, sou ladrao, sou viciado, nao dou valor a minha felicidade ate ser magoado ou ate magoar alguem, guardo rancor as vezes mas sempre admito meus erros e, atraves deles, recomeco minha vida sempre no intuito de melhorar. Ou ao menos tento. Sou orgulhoso, luxurioso e incrivelmente IMPERFEITO, voce pode ate gostar de mim de cara, mas logo minhas imperfeicoes se revelam e voce desgosta tao rapidamente ou ate mais rapido do que gostou. Ainda acredita que sou um anjo? Ainda duvida que sou um anjo caido, um fantasma, um... VAMPIRO?
Não tenho o poder de tirar a sua dor,
e acredito que ninguém o tem.
Nem mesmo Deus, pode interferir no nosso arbítrio,
Se é tempo de chorar, chore,
se é tempo de gemer, gema,
se é tempo de recordar, recorde,
se é tempo de saudade profunda, sinta-a.

Mas, não se demore além do tempo necessário.
Temo que o próprio tempo lhe irá dizer.
Este sim, poderoso consolador,
vem abrandar, jamais apagar,
a marca da dor, usando a alquimia das horas,
a magia simples do amor.

Por isso,
não te peço nada.
Não te peço que arrume outro amor hoje,
para esquecer este que tanto marcou e partiu.
Nem sou louca para te pedir que perdoe imediatamente,
quem tanto mal te fez
na forma de uma música bonita,
uma mensagem bem escrita,
uma poesia, ainda que sem rima,
que toca no coração,
pega a sua mão e diz:
-Vem! Pega na minha mão e comete uma loucura!

Se a lágrima que ainda rola no teu rosto,
queima a face, é tempo de recomeçar
seguir pela estrada que ainda reclama passos,
ir adiante, além da dor e do grito,
rumo ao seu futuro, rumo ao infinito.
Anjo? Sim.
Vampiro... também!

terça-feira, 1 de junho de 2010

Do fundo do meu coração


Meu coração e eu fizemos um
voto desde o início e um
voto do meu coração eu nunca quebro...
Épocas vêm e
vão mas eu sei
através de cada tempo e espaço
que o meu amor sempre permanecerá eternamente e continuamente
do fundo do meu coração,


porque eu te amo!

Posso dizer estas palavras
porque sei que nunca questionarás quanto tempo eu te amarei...

Será pra sempre porque é o tempo que me sentirei assim!

Eu e meu coração temos uma
promessa feita com as estrelas em que elas
manteriam este amor para sempre!

Alguns virão simplesmente como
outros irão, mas eu sei
por mais que viva,
através de toda a eternidade

só tu terás o meu amor para sempre!

Do fundo do meu coração, eu te amo!

E posso dizer estas palavras

porque sei que nunca questionarás quanto tempo eu te amarei...
Para sempre é um longo, longo tempo
Mas e daí?
"Não creio ser um homem que saiba.
Tenho sido sempre um homem que busca,
mas já agora não busco mais nas estrelas e nos livros:
começo a ouvir os ensinamentos que meu sangue murmura em mim.
Não é agradável a minha história,
não é suave e harmoniosa como as histórias inventadas;
sabe a insensatez e a confusão,
a loucura e o sonho,
como a vida de todos os homens
que já não querem mais mentir a si mesmos."
Herman Hesse

JUNHO


"Deus amava os pássaros e inventou as árvores.

o Homem amava os pássaros e inventou as gaiolas."

Jaques Deval