"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais." (Abraham Lincoln)



sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL!


Ainda que...

Ainda que não escrevas livros...
és o escritor da tua vida.

Ainda que não sejas Miguelangelo...
podes fazer da tua vida uma obra-prima.

Ainda que cantes desafinado...
a tua existência pode ser uma linda canção.

Ainda que não entendas de música...
a tua vida pode ser uma magnífica sinfonia.

Ainda que não tenhas estudado numa escola de comunicação...
a tua vida pode transformar-se numa reportagem modelo.

Ainda que não tenhas grande cultura...
podes cultivar a sabedoria da caridade.

Ainda que teu trabalho seja humilde...
podes converter o teu dia em oração.

Ainda que tenhas quarenta, cinquenta, sessenta ou setenta anos...
podes ser jovem de espírito.

Ainda que as rugas já marquem o teu rosto...
vale mais a tua beleza interior.

Ainda que os teus pés sangrem nas pedras do caminho...
o teu rosto pode sorrir.

Ainda que as tuas mãos conservem as cicatrizes dos problemas e das incompreensões...
os teus lábios podem agradecer.

Ainda que as lágrimas amargas percorram o teu rosto...
tens um coração para amar.

Ainda que não o compreendas...
no céu tens reservado um lugar...

Autor desconhecido

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008


Como não sei o que dizer ... deixo-te aqui AQUELE ABRAÇO e um poema do Mário Quintana que diz exactamente aquilo que pretendo: não sou muito boa de palavras mas quero que saibas que estou SEMPRE aqui para ti e SEMPRE que precisares de mim, ok?
Beijo grande miguita!


Eu queria trazer-te uns versos muito lindos

colhidos no mais íntimo de mim…

Suas palavras

seriam as mais simples do mundo,

porém não sei que luz as iluminaria

que terias de fechar teus olhos para as ouvir…

Sim! Uma luz que viria de dentro delas,

como essa que acende inesperadas cores

nas lanternas chinesas de papel!

Trago-te palavras, apenas… e que estão escritas

do lado de fora do papel… Não sei, eu nunca soube o que dizer-te

e este poema vai morrendo, ardente e puro, ao vento

da Poesia…

como uma pobre lanterna que incendiou!


Mário Quintana

sexta-feira, 31 de outubro de 2008


'Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante.'
(Albert Schwweitzer)

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Da Sininho...


"Não sei... se a vida é curta ou longa demais para nós,

Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,

se não tocamos o coração das pessoas.


Muitas vezes basta ser:

Colo que acolhe,

Braço que envolve,

Palavra que conforta,

Silêncio que respeita,

Alegria que contagia,

Lágrima que corre,

Olhar que acaricia,

Desejo que sacia,

Amor que promove.


E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais,

Mas que seja intensa, verdadeira, pura...


Enquanto durar"


(Cora Coralina)

terça-feira, 28 de outubro de 2008

MUDANÇAS...



Estou em mudanças...

A ideia de uma Amiga criar um Blog e um Amigo renovar o seu, fez-me olhar para o "Angels" e pensar que a imagem dele já estava "gasta".

Então, resolvi mudar!

Aos poucos vou percebendo todas as mudanças que têm acontecido comigo!

Espero que gostem!!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Maria, Santa Mãe de Deus, eu te peço...



Consagra meus olhos, olhos que vêem para além dos rostos
que encontram outros olhos que choram, olhos vazios, olhos cheios de sonhos e cheios de nadas,
que sofrem horrores e te rogam
por um dia de Paz...
Maria, Santa Mãe de Deus, eu te peço...
Consagra meu sorriso, sorriso cada vez mais ténue no rosto de um adulto, tão raro num sem-abrigo,
tão inexistente numa mãe de um toxicodependente...
mantém a ingénua alegria das crianças e faz os Homens acreditarem novamentente que vale a pena sorrir,
ainda que com esforço, ainda que por nada,
e te pedem um momento de serenidade...
Maria, Santa Mãe de Deus, eu te peço...
Consagra meu rosto, primeiro aceno que acolhe o outro rosto
por vezes desfigurado de dores físicas e psicológicas, num último grito de vida,
esburacado, esfomeado, triste,
e que te pede mais saúde para continuar...
Maria, Santa Mãe de Deus, eu te peço...
Consagra minhas mãos, mãos de trabalho, de colo, de carinho, que abraçam outra mãos vazias,
mãos frias, envelhecidas pelo tempo, mãos esquecidas e trémulas,
mãos de medo, cheias de nada, com tanto para dar,
e que te pedem auxílio para se erguerem aos Céus...
Maria, Santa Mãe de Deus, eu te peço...
Consagra meu corpo inteiro, invólucro de uma Alma que te pede:
Maria, Santa Mãe de Deus e minha Mãe, não deixes de me amar!

Ana Catarina Rodrigues

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

"Os ventos que, às vezes, tiram algo que amamos (que conseguimos por tudo que lutamos)
são os mesmos que nos trazem algo que aprendemos a amar.
Por isso, não devemos chorar pelo que nos foi tirado.
E sim aprender a amar o que nos foi dado.
Pois tudo aquilo que é realmente nosso
Nunca se vai para sempre."
'Fernando Pessoa'




"Deus move o céu inteiro naquilo que o ser humano é incapaz de fazer.

Mas, não move uma palha naquilo que a capacidade humana pode resolver."


(antigo ditado oriental)

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Sininho II




É preciso ter força para ser firme,

Mas é preciso coragem para ser gentil.


É preciso ter força para te defenderes,

Mas é preciso coragem para baixar a guarda.


É preciso ter força para ganhar a guerra,

Mas é preciso coragem para te renderes.


É preciso ter força para manter a forma,

Mas é preciso coragem para ficar sempre de pé.


É preciso ter força para se ter certeza de que está certo,

Mas é preciso coragem para ter dúvidas.


É preciso ter força para sentir a dor de um amigo,

Mas é preciso coragem para resistir às próprias dores.


É preciso ter força para disfarçar os próprios defeitos e erros,

Mas é preciso coragem para demonstrá-los e confessá-los.


É preciso ter força para ficar sozinho,

Mas é preciso coragem para pedir apoio.


É preciso ter força para sobreviver,

Mas é preciso coragem para viver.


É preciso ter força para amar,

Mas é preciso coragem para permitir ser amado.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Sininho

Desejo primeiro que você ame,

E que amando, também seja amado.

E que se não for, seja breve em esquecer.

E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,

Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,

Que mesmo maus e inconseqüentes,

Sejam corajosos e fiéis,

E que pelo menos num deles

Você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim,

Desejo ainda que você tenha inimigos.

Nem muitos, nem poucos,

Mas na medida exata para que, algumas vezes,

Você se interpele a respeitoDe suas próprias certezas.

E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,

Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil,

Mas não insubstituível.

E que nos maus momentos,

Quando não restar mais nada,

Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,

Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,

Mas com os que erram muito e irremediavelmente,

E que fazendo bom uso dessa tolerância,

Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,

Não amadureça depressa demais,

E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer

E que sendo velho, não se dedique ao desespero.

Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor

E é preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,

Não o ano todo, mas apenas um dia.

Mas que nesse dia descubra

Que o riso diário é bom,

O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra ,

Com o máximo de urgência,

Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,


Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,

Alimente um cuco

Erguer triunfante o seu canto matinal

Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,

Por mais minúscula que seja,

E acompanhe o seu crescimento,

Para que você saiba de quantas

Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outros sim, que você tenha dinheiro,

Porque é preciso ser prático.

E que pelo menos uma vez por ano

Coloque um pouco dele

Na sua frente e diga “Isso é meu”,

Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,

Por ele e por você,

Mas que se morrer, você possa chorar

Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,

Tenha uma boa mulher,

E que sendo mulher,

Tenha um bom homem

E que se amem hoje,

amanhã e nos dias seguintes,

E quando estiverem exaustos e sorridentes,

Ainda haja amor para recomeçar.

E se tudo isso acontecer,

Não tenho mais nada a te desejar.



(Vitor Hugo)

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

'This is beautiful! Try not to cry.'


Ela deu um pulo assim que viu o cirurgião a sair da sala de operações.


Perguntou: 'Como é que está o meu filho? Ele vai ficar bom? Quando é que eu posso vê-lo?'

O cirurgião respondeu: 'Tenho pena. Fizémos tudo mas o seu filho não resistiu.


Sally perguntou: 'Porque razão é que as crianças pequenas tem cancro? Será que Deus não se preocupa? Aonde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava?'


O cirurgião perguntou: 'Quer algum tempo com o seu filho? Uma das enfermeiras irá trazê-lo dentro de alguns minutos e depois será transportado para a Universidade.'

Sally pediu à enfermeira para ficar com ela enquanto se despedia do seu filho.

Passou os dedos pelo cabelo ruivo do seu filho.

'Quer um caracol dele?' Perguntou a enfermeira.

Sally abanou a cabeça afirmativamente.

A enfermeira cortou o cabelo e colocou-o num saco de plástico, entregando-o a Sally.

'Foi ideia do Jimmy doar o seu corpo à Universidade porque assim talvez pudesse ajudar outra pessoa', disse Sally. No início eu disse que não, mas o Jimmy respondeu: 'Mãe, eu não vou necessitar do meu corpo depois de morrer. Talvez possa ajudar outro menino a ficar mais um dia com a sua mãe.' Ela continuou: 'O meu Jimmy tinha um coração de ouro. Estava sempre a pensar nos outros. Sempre disposto a ajudar, se pudesse.'

Depois de aí ter passado a maior parte dos últimos seis meses, Sally saiu do 'Hospital Childrens Mercy' pela última vez.

Colocou o saco com as coisas do seu filho no banco do carro ao lado dela.

A viagem para casa foi muito difícil.

Foi ainda mais difícil entrar na casa vazia.

Levou o saco com as coisas do Jimmy, incluindo o cabelo, para o quarto do seu filho.

Começou a colocar os carros e as outras coisas no quarto exactamente nos locais onde ele sempre os teve. Deitou-se na cama dele, agarrou a almofada e chorou até que adormeceu.

Era quase meia-noite quando acordou e ao lado dela estava uma carta. A carta dizia:


'Querida Mãe, sei que vais ter muitas saudades minhas; mas não penses que me vou esquecer de ti, ou que vou deixar de te amar só porque não estou por perto para dizer 'Amo-te'.

Eu vou sempre amar-te cada vez mais, Mãe, por cada dia que passe. Um dia vamos estar juntos de novo. Mas até chegar esse dia, se quiseres adoptar um menino para não ficares tão sozinha, por mim está bem. Ele pode ficar com o meu quarto e as minhas coisas para brincar. Mas se preferires uma menina, ela talvez não vá gostar das mesmas coisas que nós, rapazes, gostamos. Vais ter que comprar bonecas e outras coisas que as meninas gostam, tu sabes.

Não fiques triste a pensar em mim. Este lugar é mesmo fantástico.

Os avós vieram ter comigo assim que eu cheguei para mo mostrar, mas vai demorar muito tempo para eu poder ver tudo.


Os anjos são mesmo fixes! Adoro vê-los a voar!


E sabes uma coisa? O Jesus não parece nada como se vê nas fotos, embora quando o vi o tenha conhecido logo. Ele levou-me a visitar Deus! E sabes uma coisa? Sentei-me no colo d'Ele e falei com Ele, como se eu fosse uma pessoa importante.

Foi quando lhe disse que queria escrever-te esta carta, para te dizer adeus e tudo mais. Mas eu já sabia que não era permitido. Mas sabes uma coisa Mãe? Deus entregou-me papel e a sua caneta pessoal para eu poder escrever-te esta carta.


Acho que Gabriel é o anjo que te vai entregar a carta.


Deus disse para eu responder a uma das perguntas que tu Lhe fizeste,


'Aonde estava Ele quando eu mais precisava ?' Deus disse que estava no mesmo sítio, tal e qual, quando o filho dele, Jesus, foi crucificado. Ele estava presente, tal e qual como está com todos os filhos dele.


Mãe, só tu é que consegues ver o que eu escrevi, mais ninguém. As outras pessoas vêm este papel em branco. É mesmo fixe não é? Eu tenho que dar a caneta de volta a Deus para ele poder continuar a escrever no seu Livro da Vida.

Esta noite vou jantar na mesma mesa com Jesus. Tenho a certeza que a comida vai ser boa. Estava quase a esquecer-me: já não tenho dores, o cancro já se foi embora. Ainda bem porque já não podia mais e Deus também não podia ver-me assim. Foi quando Ele enviou o Anjo da Misericórdia para me vir buscar. O anjo disse que eu era uma encomenda especial!

O que dizes a isto?'


Assinado com Amor

de Deus, Jesus e de Mim.

Persistir



Antes que o dia termine, cuida para não deixar seus sonhos encostados no canto das lamentações, abandonados ao parecer do impossível.


Não sem ao menos tentar, não sem ao menos idealizares um plano de metas.

Triste não é o "não realizar", triste é o abandonar do barco, é nem começar a corrida, é o medo de ter medo,é o não tentar...


Persiste!


Ainda que as lágrimas impeçam a boa visão, ainda que as pessoas digam não, ainda que o tempo mude e o vento sopre para outra direção, ainda assim, o ponto final ainda pode ser reescrito, e é assim que os vitoriosos conseguem conquistar: quando vencem a si mesmos.


Não há segredo, nem mistério, há sim, uma força além do normal, um estado de confiança que ultrapassa as dificuldades, pois quem espera que a vida seja feita de pétalas, acaba se espetando no primeiro espinho, e sangrando desiste, e chorando se lamenta.


Persiste!


Segue esse caminho que traçaste,s abendo que toda montanha tem duas faces, logo depois da cansativa subida vem a descida, se está muito calor, logo vem a chuva, e depois do longo inverno, a Primavera traz o renascer.


O Sol ainda brilha lá fora, mas é preciso sair de casa para senti-lo!


Tem coragem, persiste, ainda que seja noite, amanhã será o seu dia de brilhar!


P. R. Gaefke (adapt.)

terça-feira, 29 de julho de 2008


Esta é uma história simpática de que não devemos julgar pelas aparências.


Um outdoor dizia o seguinte: "Neste verão, queres ser sereia ou baleia?"

Uma mulher enviou a sua resposta e distribuiu o seguinte e-mail por aí:
"Ontem vi um outdoor, com a foto de uma rapariga escultural de biquíni e a frase:
Neste verão, qual você queres ser? Sereia ou Baleia?

Respondo: Baleias, sempre estão cercadas de amigos.

Baleias engravidam e têm filhotinhos fofos.

Baleias amamentam.

Baleias nadam por aí, cortando os mares e conhecendo lugares lindos como o gelo da Antártida
e os recifes de coral da Polinésia.

Baleias têm amigos golfinhos.
Baleias esguicham água e brincam muito. Baleias cantam muito bem e têm até CDs gravados.

Baleias são enormes e quase não têm predadores naturais.

Baleias são bem resolvidas, lindas e amadas.

Sereias????

Sereias não existem!

Se existissem viveriam em crise existencial: Sou um peixe ou um ser humano?

Não têm filhos, pois matam os homens que apenas se encantam com sua beleza...

São lindas, mas tristes e sempre solitárias...


Queridos, prefiro ser uma baleia!"


Este não é em nada um slogan à gordura senão um aceitar sermos como somos, com os nossos defeitos e virtudes, aceitar o que temos e que Deus nos deu de melhor... eu creio assim!

terça-feira, 27 de maio de 2008

A Despedida de Gabriel Garcia Marquez

Gabriel Garcia Marquez retirou-se da vida pública por razões de saúde: Cancro linfático.
Agora, parece que é cada vez mais grave.
Enviou uma carta de despedida aos seus amigos.
A sua leitura é recomendada porque é verdadeiramente comovedor este texto escrito por um dos Latino-americanos mais brilhantes dos últimos tempos.

'Se por um instante Deus se esquecesse de que sou uma marioneta de trapo e me oferecesse mais um pouco de vida, não diria tudo o que penso, mas pensaria tudo o que digo. Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam.
Dormiria pouco, sonharia mais, entendo que por cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz.
Andaria quando os outros param, acordaria quando os outros dormem. Ouviria quando os outros falam, e como desfrutaria de um bom gelado de chocolate!
Se Deus me oferecesse um pouco de vida, vestir-me-ia de forma simples, deixando a descoberto, não apenas o meu corpo, mas também a minha alma. Meu Deus, se eu tivesse um coração, escreveria o meu ódio sobre o gelo e esperava que nascesse o sol. Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre as estrelas de um poema de Benedetti, e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à lua. Regaria as rosas com as minhas lágrimas para sentir a dor dos seus espinhos e o beijo encarnado das suas pétalas...
Meu Deus, se eu tivesse um pouco de vida... Não deixaria passar um só dia sem dizer às pessoas de quem gosto que gosto delas. Convenceria cada mulher ou homem que é o meu favorito e viveria apaixonado pelo amor. Aos homens provar-lhes-ia como estão equivocados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saberem que envelhecem quando deixam de se apaixonar!
A uma criança, dar-lhe-ia asas, mas teria que aprender a voar sozinha.
Aos velhos, ensinar-lhes-ia que a morte não chega com a velhice, mas sim com o esquecimento.
Tantas coisas aprendi com vocês, os homens...
Aprendi que todo o mundo quer viver em cima da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a encosta. Aprendi que quando um recém-nascido aperta com a sua pequena mão, pela primeira vez, o dedo do seu pai, o tem agarrado para sempre. Aprendi que um homem só tem direito a olhar outro de cima para baixo quando vai ajudá-lo a levantar-se.
São tantas as coisas que pude aprender com vocês, mas não me hão-de servir realmente de muito, porque quando me guardarem dentro dessa maleta, infelizmente estarei a morrer...'
GABRIEL GARCIA MARQUEZ

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Se eu fosse...

Se eu fosse um mês, eu seria: Agosto
Se eu fosse um dia da semana: seria o Domingo
Se eu fosse uma hora: seria a Meia Noite
Se eu fosse um planeta ou astro: seria o Sol
Se eu fosse uma direcção: seria o Norte
Se eu fosse um líquido: seria a Água
Se eu fosse uma pedra: seria um Rubi
Se eu fosse uma árvore: seria um Bonsai, pela sua longevidade
Se eu fosse uma fruta: seria uma Banana, pelo doce
Se eu fosse uma flor: seria um Malmequer, pela sua fragilidade
Se eu fosse um clima: seria o africano, pelo quente
Se eu fosse um instrumento musical: seria uma Guitarra
Se eu fosse um elemento: seria o Fogo pela imponência
Se eu fosse uma cor: seria o Azul
Se eu fosse um bicho: seria uma Tartaruga
Se eu fosse um som: ... seria o do silêncio por ser o mais difícil!
Se eu fosse uma música: seria o " She", do Elvis Costello
Se eu fosse um estilo musical: seria o da Natureza por ser o mais misterioso...
Se eu fosse um sentimento: seria a Paz
Se eu fosse um lugar: seria precisamente onde as ondas batem
Se eu fosse um gosto: seria o gosto de uma lágrima
Se eu fosse um cheiro: ... seria o cheiro do mar
Se eu fosse uma palavra: seria o Sempre
Se eu fosse um verbo: seria o Viver
Se eu fosse uma expressão facial: seria o Olhar, que diz muito mais…
Se eu fosse uma frase: seria a eterna...

" Amigos são Anjos que nos ensinam a voar quando as
Asas nos impedem de caminhar!"
e tu?

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Persegue um sonho...

... mas não o deixes viver sozinho!
Deixa-te levar pelas vontades, mas não enlouqueças por elas!
Acelera os teus pensamentos, mas não permitas que eles te consumam!
Procura os teus caminhos, mas não magoes ninguém nessa procura.
Arrepende-te, volta atrás, pede perdão!
Não te acostumes com o que não te faz feliz,
Revolta-te quando julgares necessário.
Alaga o teu coração de esperanças,
mas não deixes que ele se afogue nelas.
Se achares que precisas voltar, volta!
Se perceberes que precisas seguir, segue!
Se estiver tudo errado, começa de novo.
Se estiver tudo certo, continua.
Se sentires saudades, mata-as.
Se perderes um amor, não te percas!
Se o achares, segura-o!
Fernando Pessoa

quarta-feira, 19 de março de 2008

Páscoa


Páscoa é renascimento...

É passagem...

É mudança e transformação...

É ser novo um mesmo ser

Que recomeça pela própria libertação.

Fica para trás uma vida cheia de poeira

E começa agora um novo caminhar

Cheio de luz, de fortalecimento,

Esperanças renovadas,

E um arco-íris rasga o céu

E parece balbuciar que Jesus ressurgiu

para nos provar que o amor

incondicional existe, assim como a vida eterna.

Feliz Páscoa!

Lilian Russo


Na Páscoa celebro o aniversário da minha Anja "cor-de-rosa" que um dia Deus
ajudou a "fazer a passagem" depois de tanto sofrimento.
São tantas as vezes que te sinto a caminhar...
São tantas as noites em que te oiço dormir juntinha a mim...
São tantas as saudades...
...PARABÉNS!

segunda-feira, 17 de março de 2008

Cachorrinho Manco


Diante de uma vitrine atrativa, um menino pergunta o preço dos filhotes à venda.

"Entre 30 e 50 euros", respondeu o dono da loja.

O menino puxou uns trocos que tinha no bolso e disse:
- "Eu só tenho 2,37 euros, mas eu posso ver os filhotes?"

O dono da loja sorriu e chamou Lady, que veio correndo, seguida de cinco bolinhas de pelo.

Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, mancando de forma visível.

Imediatamente o menino apontou aquele cachorrinho e perguntou:

- "O que é que há com ele?"

O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema nos quadris, sempre mancaria e andaria devagar.

O menino animou-se e disse:

- "Esse é o cachorrinho que eu quero comprar!"

O dono da loja respondeu:

- "Não, você não vai querer comprar esse. Se você realmente quiser ficar com ele, eu dou de presente."

O menino ficou transtornado e, olhando bem na cara do dono da loja, com o seu dedo apontado, disse:

- "Eu não quero que você o de para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo. Na verdade, eu lhe dou 2,37 euros agora e 50 centavos por mês, até completar o preço total."

O dono da loja contestou:

- "Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos."

Aí, o menino abaixou e puxou a perna esquerda da calca para cima, mostrando a sua perna com um aparelho para andar.

Olhou bem para o dono da loja e respondeu:


- "Bom, eu também não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso."

autor desconhecido



quinta-feira, 17 de janeiro de 2008



"Na Natureza não existem recompensas nem castigos.

Exitem consequências!"

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008


"Quem vê pelos olhos da alma
vê mais longe e melhor"
Belmiro Braga



“Nós somos a única espécie capaz de imaginar, raciocinar, e fazer escolhas morais - e é precisamente por isso que nós temos a obrigação de reconhecer e respeitar os direitos dos animais.”
Brigid Brophy


“Não me interessa nenhuma religião cujos princípios
não melhoram nem tomam em consideração
as condições dos animais.” Abraham Lincoln

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Neste novo ano....

As imagens não têm necessáriamente que nos agradar.
Têm que passar a mensagem!
Para reflectir...